Image Image Image Image Image
Scroll to Top

Para o Topo.EPara o Topo

Notícias

11

mar
2022

Em Notícias

Participantes da Rede de Cidades e Governos Locais reúnem-se para ordenar ações de 2022

Em 11, mar 2022 | Em Notícias |

Nesta quinta-feira, 10 de março, a Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais realizou a primeira reunião do ano para começar a ordenar as ações previstas para 2022. Participaram deste encontro virtual 19 pessoas. Estavam presentes representantes de 12 cidades e províncias que fazem parte da rede (incluindo as mexicanas Guadalajara e Nueva Ciudad Guerrero, que agora integram o grupo), bem como representantes dos governos do Chile e do México e a equipe da Unidade Técnica . 

Alexandre Santini, subsecretário de Culturas da cidade de Niterói (Rio de Janeiro, Brasil), iniciou o encontro apresentando a programação do Ciclo de Vídeo Diálogos sobre Direitos Culturais e Cultura Viva, que havia sido proposto em 2021 pela Comissão de Formação e agora está com formato e calendário definidos. A iniciativa é uma colaboração da rede com a Secretaria Municipal de Culturas de Niterói.

Esses webinars ocorrerão semanalmente, às segundas-feiras, de 16 de maio a 20 de junho, com transmissão ao vivo pela internet. Os diálogos terão quatro ou cinco palestrantes e um moderador na sala de videoconferência, cada um com 15 a 20 minutos para suas intervenções, e um espaço para perguntas e respostas. 

Estão previstas cinco sessões em torno de três temas centrais: 1) “Marco geral dos direitos culturais e paradigma da cultura viva”; 2) Instrumentos de garantia dos direitos culturais e de promoção da cultura viva”; 3) “Políticas culturais de base comunitária na Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais”. Uma sexta sessão será dedicada ao Laboratório “Rumo a uma Cátedra UNESCO de Direitos Culturais, Equidade Territorial e Cultura Viva”.

O objetivo desta última sessão, em formato de laboratório, é identificar relevância, possibilidades, alianças, sinergias, parcerias, necessidades e requisitos, bem como elaborar um plano de trabalho ou cronograma para o desenho e apresentação da proposta à UNESCO. Membros da Rede de Cidades e Governos Locais poderão participar dessa atividade, mediante inscrição prévia.

Além desses webinars propostos pela Comissão de Formação, a Rede de Cidades e Governos Locais deve articular alguma forma de participar de dois importantes eventos programados para este ano: Mondiacult, a Conferência Mundial de Políticas Culturais, que será realizada no México em setembro, e o 5º Congresso Latino-Americano de Cultura Comunitária Viva, que acontecerá no Peru em outubro. 

Federico Prieto, que é representante da província de Entre Ríos (Argentina) e porta-voz da Comissão de Articulação e Sistematização, será responsável por articular com a comissão organizadora do congresso no Peru a realização de alguma atividade da rede dentro da programação do encontro. No caso da Mondiacult, ficaram de pensar em possibilidades de ações específicas sobre a contribuição da cultura comunitária nas políticas culturais, talvez por meio de uma publicação ou de um encontro virtual.

Outro evento mencionado no encontro como algo para colocar na agenda é o Primeiro Encontro Patagônico de Cultura Viva,  marcado para os dias 29 e 30 de abril e 1º de maio. Liliana Peralta, secretária de Cultura de Comodoro Rivadavia (Argentina) e membro da Comissão de Comunicação, comentou que o número de fazedores/as culturais da Patagônia que participarão deste encontro é estimado em 150 a 200, e que ela também espera ter a presença de alguns membros da rede, para que contem o que está sendo feito em diferentes países, no âmbito da rede, em termos de políticas culturais de base comunitária.

Tags |